Memória em Vermelho

Recentemente, durante o último Colóquio realizado no núcleo Barra, meu Si Fu, mestre sênior Julio Camacho, conversou sobre o significado do pano vermelho usado nos quadros de Ip Man, nosso Si Jo e Moy Yat, nosso Si Taai Gung.

Foto Si To – Moy Yat e seu mestre Ip Man

O vermelho é uma cor que, simbolicamente, nos remete à vida. E dentro da perspectiva chinesa, a relação com a morte possui um viés memorial e não espiritual. Ao colocarmos um pano vermelho sobre os quadros dos nossos ancestrais, estamos prestando respeito a eles e trazendo-os para a nossa memória.

Patriarca Moy Yat

Hoje, completam-se dezenove anos da morte de Moy Yat. Eu não tive a oportunidade de estar com o Patriarca pessoalmente. Mas, toda vez que meu Si Fu conta um pouco das suas histórias com Si Taai Gung, é como se eu tivesse convivido com ele também. Através das memórias e das experiências vividas, o legado de Moy Yat está presente, mais que nunca.

Mestre Julio Camacho e Patriarca Moy Yat

Moy Yat foi um homem extraordinário, uma pessoa fora da curva, como costuma falar meu mestre. Temos a responsabilidade de preservar o seu legado e trazê-lo para a memória do presente e das futuras gerações.

Sigamos!