O poeta, a palavra e a luta

Quase sempre, quando estou aguardando alguém ou alguma situação, dou um jeito de ler qualquer coisa ao meu redor para manter a mente entretida. Hoje em dia, o celular cumpre essa tarefa de “entretenimento”; contudo, de vez em quando, é bom retornar às antigas formas de comunicação, tal como revistas e livros.

Foi dessa forma, na busca por qualquer coisa para ler, que peguei um livro de redação e, ao folheá-lo, me deparei com o poema “O lutador”, de Carlos Drummond de Andrade. Nunca tinha lido, nem sabia desse texto em específico, embora seja uma modesta conhecedora da obra do poeta.

photo5030698320997230702
O poeta brasileiro Carlos Drummond de Andrade (1902-1987). Foto: Reprodução/internet

Ao terminar a leitura, vi que meus planos de postar sobre qualquer outro assunto haviam sido minados. A riqueza da construção poética me fez refletir e me levou a escrever sobre ele. Colocarei alguns trechos:

“Lutar com palavras
é a luta mais vã.
Entanto lutamos
mal rompe a manhã.
São muitas, eu pouco.
Algumas, tão fortes
como o javali.”

No poema, Drummond revela a constante luta que travamos com as palavras. Ele, enquanto poeta, lança um olhar sobre a dualidade que as palavras exercem na vida de qualquer um: ao mesmo tempo em que necessitamos delas para a sobrevivência, elas podem se tornar nossas maiores adversárias.

Quantas vezes lançamos ao outro uma palavra atravessada? Quantas vezes fomos incompreendidos por palavras fora de contexto? Ou quantas vezes o silêncio deveria ter sido a melhor resposta para um desagravo? Sim, a palavra (ou sua ausência) faz parte da nossa “guerra diária”.

O senso comum compreende que a luta é a troca de socos e chutes; porém, como já ouvi do meu Si Fu, ao longo da nossa vida podemos ficar sem um momento sequer de exposição à luta corporal. Então, para quê aprendemos uma arte marcial? Para que necessitamos do Kung Fu? Para a verdadeira luta do dia a dia que, muitas das vezes, nos é apresentada através de palavras.

“Lutar com palavras
parece sem fruto.
Não têm carne e sangue
Entretanto, luto.

Palavra, palavra
(digo exasperado),
se me desafias,
aceito o combate.”

Meu Si Fu sempre fala a própria consideração sobre Kung Fu. Para ele, Kung Fu é uma espécie de lente, onde percebemos o mundo através dele. Quando desenvolvemos nosso Kung Fu, observamos nosso cotidiano de forma diferente, com o intuito de aproveitarmos as situações que nos são apresentadas e delas tirarmos o melhor proveito.

photo5030698320997230704
Numa demonstração de movimentos no MoGun, eu e meu Si Fu, mestre Julio Camacho, enquanto somos observados pelo Si Hing Claudio Teixeira (à esquerda) e demais membros da Família Moy Jo Lei Ou. Abril de 2019

Tendo em vista essa lente do Kung Fu, a observação do outro é extremamente necessária para lidar com as circunstâncias. A atenção constante e cuidadosa é parte fundamental desse processo, pois ao fazê-la, estamos nos protegendo mutuamente, inclusive das nossas próprias armadilhas.

“O ciclo do dia
ora se conclui 8
e o inútil duelo
jamais se resolve.
O teu rosto belo,
ó palavra, esplende
na curva da noite
que toda me envolve.
Tamanha paixão
e nenhum pecúlio.
Cerradas as portas,
a luta prossegue
nas ruas do sono.”

Si Taai Gung, Patrarca Moy Yat, falava que o Ving Tsun é tão bom que a gente aprende até a lutar. Que sejamos bons lutadores com as palavras e que elas nos sejam úteis para um desenvolvimento humano pleno. Sigamos!

 

Um comentário sobre “O poeta, a palavra e a luta”

  1. Já que o texto exprime com exatidão toda sorte de significados e o peso que palavras proferidas podem ter sobre o psicológico e por conseguinte a vida de todos nós, como adendo deixo aqui meu comentário elogiando sua forma de se expressar. Ótima reflexão!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s